Carta para fisioterapeutas

Criado: Quinta, 21 Agosto 2014 Escrito por Ronaldo Correia Junior

Quando deixam de poder me atender, a maioria das fisioterapeutas procura falar diretamente com a que vai substitui-las para informa-la sobre o trabalho que desenvolveu, mas algumas não têm essa preocupação. Para a nova profissional não começar a trabalhar comigo às cegas, ensina-la como me comunico e dar outras informações, imprimo e entrego a carta abaixo:

"Minha paralisia cerebral é mista – tenho espasticidade, ataxia e atetóide, sendo esta concentrada no braço direito. Portanto, os exercícios devem ser em cadeia cinética fechada, exceto quando você quiser fazer algum para atetóise. Meu joelho esquerdo é virado para dentro, minhas pernas não se estendem completamente, o ombro direito é bem anteriorizado e meus pés ficam para fora quando fico em pé. O que me levou a voltar a fazer fisioterapia foi o aumento da espasticidade devido ao avanço da idade e dores e eventuais distensões nas costas, ombro direito e lado direito do pescoço, causadas por um desvio de coluna e pela posição na qual uso o computador.

Minhas pernas já subem 70 ou 80 graus.ao alongar a parte posterior. Para alongar bem a parte posterior da perna esquerda você precisa forçar o joelho para fora, senão a força vai para o lado interno deste. Será necessário que lhe dê algum feedback sobre o alongamento das pernas, porque acertar isso não é trivial. O que mais alivia minha coluna é o alongamento de costas na bola. Á melhor forma de me segurar para andar comigo e fazer exercícios em pé é me segurar por baixo dos braços, com suas mãos próximas aos meus cotovelos, de frente para mim – creio que esse forma é ensinada a todos os fisioterapeutas (não é assim que ando  no cotidiano, mas essa outra forma é viciada).

Para conversar pessoalmente, uso uma prancha com letras e números que você verá amanhã. No fim de cada palavra que formo na prancha com a qual me comunico dou uma pausa, na qual você deve repeti-la em voz alta ou, se for inconveniente que outros ouçam, fazer algum gesto, para que eu saiba que entendeu a palavra ou não. Se você perceber a palavra que estou formando antes de terminá-la, deve falar no mesmo instante para agilizar a conversa. Meu tablet está dando problema e pode ser bom me adicionar no Facebook, onde estou como Ronaldo Correia Junior, para a eventualidade de eu ficar sem o WhatsApp. Tenho um site – www.dedosdospes.com.br – e um blog – www.cerebropensante.com.br – que creio que você achará interessante ler."

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

0
0
0
s2sdefault